E assim foi. Construram um barquinho com uma folha de jornal, colocaram o soldadinho dentro e soltaram o barco para navegar na gua que corria pela sarjeta. Apoiado na sua nica perna, com a espingarda ao ombro, o soldadinho de chumbo procurava manter o equilbrio. Com o corao a bater fortemente, o soldadinho voltava todos os seus